[Camiseta amarela de manga comprida]

Número de registro: 42IND
Tipo de acervo:Vestuário/Têxtil
Número de registro: 42IND
Classe:Roupa Social
Denominação:Roupa
Título:[Camiseta amarela de manga comprida]
Autoria:Angel, Zuzu
Coleção:Zuzu Angel
Data de produção:Década de 1970
Local de produção:Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Histórico da Peça: Camiseta em malha com estampa exclusiva criada por Zuzu Angel e mais tarde patenteada por Hildegard Angel. Diversas camisetas que hoje fazem parte do acervo, foram doadas por diferentes pessoas do país após a morte de Zuzu Angel, como uma maneira de manifestar sua solidariedade a causa política. Ainda segundo Hildegard Angel (depoimento em 17/03/2017), outras faziam parte do estoque da loja quando foi fechada e todas foram confeccionadas por Toninho Vieira (dono da loja Píer em Ipanema). [A criação e venda de camisetas da marca, teve início após a abertura da loja Zuzu Angel no Leblon em 1973. A partir deste momento, houve uma ampliação no mix de produtos apresentados, como por exemplo, iniciou-se a venda de acessórios, camisolas, almofadas, porta moedas, porta copos, entre outros].
Dimensões:
Largura: 0,33
Altura: 0,54
Técnica: Costura à máquina, Silk screen
Material:Algodão
Descrição da peça: Camiseta de algodão canelado com manga comprida, gola redonda na cor amarelo escuro. Estampa localizada com repetição de anjos escrito Zuzu Angel na frente e nas costas na cor marrom. Na frente, ao lado esquerdo, em cima da estampa dos anjos, está escrito em um tom diferente: "Internacional Dateline Collection X". Peça costurada à máquina com linha amarelo escuro. Há uma etiqueta cortada. A manga da camiseta possui 0,57 cm de comprimento e 0,12 cm de largura. Estampa patenteada Zuzu Angel.
Eventos associados:Exposição Ocupação Zuzu Angel. Instituto Itaú Cultural. São Paulo, 2014.
Peças complementares: Não se aplica.
Descrição de peças complementares: Não se aplica.

Zuzu em

Atualidades

Noticias

Hildegard Angel: Minha mãe foi morta por ordem de Geisel Hildegard Angel: Minha mãe foi morta por ordem de Geisel

do Jornal do Brasil Hildegard Angel: Minha mãe foi morta por ordem de Geisel por Octávio Costa Filha da estilista Zuzu Angel, morta no governo Geisel, em 1976, a colunista Hildegard Angel não ficou surpresa com as revelações do memorando da CIA. Segundo ela, o gabinete de Geisel encomendou o atentado contra sua mãe, na saída do túnel Dois Irmãos, em São Conrado. O caso de sua mãe está mais do que esclarecido. Não foi um acidente mal esclarecido.

Noticias

Borbulhando com a Rainha da Inglaterra

Aniversário de 92 anos da Rainha Elizabeth, celebramos 50 anos de sua visita ao Brasil e contamos a história da Capa feita por Zuzu Angel para Rainha.

Noticias

Chico Buarque ganha colcha de bordadeiras e relembra a luta da estilista mineira Zuzu Angel

Grupo Linhas do Horizonte entregou o presente ao compositor, que veio a BH apresentar a turnê Caravanas. Chico cantou um trecho de 'Angélica' para as fãs por Ângela Faria Portal Uai E

Noticias

Morre no Rio de janeiro , Jose Louzeiro, escritor de Em Carne Viva, livro que reviveu o drama da estilista Zuzu Angel.

Morre no Rio de janeiro , Jose Louzeiro, roteirista, escritor que em seu livro : Em Carne Viva, reviveu o drama da estilista Zuzu Angel e de seu filho Stuart Angel, morto pela ditadura militar, na década de 70.